Resenha Livro | Quem Me roubou de mim?

23 novembro 2016



                                    


Bom dia, hoje eu venho compartilhar com vocês um pouco do que eu achei do livro - Quem me roubou de mim?, escrito por Pe. Fábio de Melo

Esse com toda certeza não é um tema do qual eu costume ler, confesso que no início da leitura demorei um pouco para compreender a mensagem que o livro passava, porém após alguns capítulos o livro de mostrou revelador, pois me fez enxergar coisas que naturalmente nós deixamos passar despercebidas em nossas vidas. 


O escritor :

Padre Fábio de Melo é mineiro da cidade de formiga, graduado em filosofia e teologia, pós-graduado em Educação e Meste em Teologia Sistemática. Dedica-se ao trabalho de evangelização pela arte em diversas áreas de atuação: como padre, professor universitário, escritor , cantor e compositor. 



Resumo |  Quem me roubou de mim?

O livro aborda uma violência sutil, mas destruidora, que aflige muitas pessoas: o sequestro da subjetividade. Uma expressão pouco comum refere-se à privação que sofremos de nós mesmos quando estabelecemos com alguém , nas palavras do próprio autor , "um vínculo que mina nossa capacidade de ser quem somos, de pensar por nós mesmos, de exercer nossa autonomia, de tomar decisões e exercer nossa liberdade de escolha"


Minha Opinião:

 Eu nunca tinha lido um livro como esse, a principio eu pensei desistir de ler, mas dei a oportunidade para  ele me toca-se de alguma maneira, e ele conseguiu. 
  A cada nova página eu conseguia me ver ainda mais nas palavras escritas no livro. Eu sei que é difícil para todas nós reconhecermos, os erros cometidos em nossas relações. 
  Esse livro nós acorda para a realidade em cada novo capítulo. Eu mesma me sinto sequestrada, eu já abri mão de tantas coisas que as vezes me olho no espelho e não conheço a pessoa que está no reflexo. Infelizmente eu não sei ainda como quebrar as barreiras da minha prisão, mas a vida sempre nós proporciona um novo dia para tentar. 

 Em resumo ler esse livro pelo menos me fez abrir os olhos, e isso já fez muito por mim. Eu indico muito o livro quem puder reservar um tempinho para ler, tenho certeza que vai terminar a leitura um pouco diferente de como você começou a ler.


             Trechos que me marcaram 

"As pessoas sofrem, mas não sabem por que sofrem. Sendo assim, ficam impossibilitadas de chegar à origem do desconforto." ( pág; 21)


" Só podemos dar aquilo que temos.Se nos falta amor-próprio,é certo que não teremos amor a oferecer." (pág;24)

"A liberdade é um dom que nos foi dado por Deus.Todos a recebem. Mas é na dinâmica da vida que a recrutamos. Trata-se de uma vigilância diária.Sempre que a vida nosconfinar, é preciso recordar a melodia que nos liberta." (pág;69)

"Nem sempre o amor ama. Por vezes ele é o disfarce do egoísmo." (pág;80)

"O amor talvez seja isso.Encontro de partes que se complementam, porque se respeitam... Porque o amor não empobrece. O amor, mesmo quando divide, só multiplica". (pág; 109)




Bom meninas, eu amei esse livro. 

Uma ótima noite a todos!










Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

<3 Conte para mim o que você achou do post, e deixe sua sugestão
<3 Os comentários são moderados, e eu os respondo sempre
<3 Tem um blog? Então não esquece de deixar o seu link, para que eu o conheça
<3 Deseja receber a resposta do seu comentário, clica e NOTIFICAR-ME, ou volte aqui para ver a resposta.

Obrigada pela visita, um super beijo <3